sexta-feira, 17 de agosto de 2018

15 DE AGOSTO, um dia para ficar na história!

Brasília, 15 de agosto de 2018: Manifestantes de esquerda mobilizados para o registro da candidatura
 de Luís Inácio Lula da Silva ao cargo de presidente da República. (fonte Internet)

AGOSTO é encarado tradicionalmente como o mês do azar, má fama que aumentou na história política brasileira desde que foi nesse mês que Getúlio Vargas foi levado ao suicídio (no dia 24) pela campanha maledicente e golpista da direita; e foi nele também que Jânio Quadros tentou montar um golpe, que não deu certo, e sua renúncia à presidência da República ocorreu no dia 25 de agosto.

Mas esta quarta-feira, 15 de agosto, contraria essa má fama e pode trazer recordações mais positivas, alegres e alvissareiras. Esta data fica marcada por uma vitória histórica para a democracia, os democratas e patriotas em nosso país. Nunca na história do Brasil, o simples pedido de registro de uma candidatura a uma disputa eleitoral mobilizou tantas pessoas e teve tanta repercussão política. 

Brasília viveu hoje um clima de festa cívica. O pedido de registro da candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência da República pela coligação “O Povo Feliz de Novo”, formada por PT, PCdoB e PROS, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi acompanhado por mais de 50 mil pessoas que se manifestaram em frente ao tribunal – muitos deles integrantes das três colunas que, na sexta-feira (10), partiram, a pé, de cidades nas redondezas da capital federal – as colunas Ligas Camponesas, Prestes e Teresa de Benguela. Milhares de manifestantes que, nas ruas de Brasília, fizeram as vezes dos milhões que, em todas as cidades pelo pais, lutam pela democracia e o direito de Lula disputar a eleição de outubro.

O ex-presidente Lula da Silva se encontra há 100 dias injustamente aprisionado em Curitiba. E mesmo assim lidera as pesquisas de opinião para a eleição presidencial de outubro, e exaspera a direita e os conservadores cujos candidatos não decolam, rejeitados pelos brasileiros.

A luta alcança um novo patamar. A bandeira que agora se impõe é garantir a candidatura de Lula, que os setores conservadores tentarão impugnar, num esforço típico da direita de vencer no tapetão pois sabem que, nas urnas, perdem... E, garantido o nome de Lula na tela da urna eletrônica, acelera-se a luta pela conquista do voto dos brasileiros. As pesquisas de opinião indicam um rumo profícuo – o esforço será para transformar estas previsões eleitorais em resultado concreto e final, elegendo pela quinta vez, desde 2002, um presidente comprometido com a democracia, o desenvolvimento do país, o emprego e a renda dos trabalhadores, e a soberania nacional. E este presidente tem nome e sobrenome: Luiz Inácio Lula da Silva. (Portal Vermelho, acesso em 17ago2018)

"Todo poder emana do povo".

L.s.N.S.J.C.!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDA ver um comentário aí!