terça-feira, 5 de setembro de 2017

SAUDAÇÕES Azulinas!

Remo quebra invencibilidade do Corinthians

Rocildo Oliveira, via Facebook

O GOLEIRO corintiano Sérgio no chão, o Gigante entre as redes vibra com a gana dos grandes artilheiros. Fora da imagem Mesquita, o maestro azulino, corre em direção a massa torcedora azulina , que em delírio quase coloca abaixo o caldeirão azul, quando aos oito minutos do primeiro tempo, num voleio espetacular, o Azougue do Baenão balançava a rede paulista e decretava o fim da invencibilidade corintiana no Brasileirão e  colocava o Leão Azul entre os vinte maiores Clubes brasileiros, enchendo de orgulho uma cidade, um Estado, uma torcida que se orgulhava e ia a loucura a cada grande jornada do Clube de Periçá, que transformava o centenário Evandro Almeida num grande caldeirão em ebulição, que fazia tremer  qualquer um que ali batesse de frente com o Mais Querido Clube do Norte brasileiro, sempre apoiado por sua gigante e apaixonada torcida. 

02out.1975: caía em Belém mais um gigante brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDA ver um comentário aí!