domingo, 10 de setembro de 2017

RAMÓN Valdés!



RAMÓN VALDÉS nasceu na Cidade do México em 2 de setembro de 1923. Era filho de Rafael Valdés Gómez e Guadalupe Castillo. Na família era conhecida como "Moncho", como todos os filhos do casal tinham seus próprios apelidos. 

Atuou em vários filmes no seu país desde a década de 1940, porém atingiu sua maior popularidade com a figura hilária de "Don Ramón", "Seu Madruga" no Brasil, do seriado de televisão Chaves (El Chavo del Ocho). 

Roberto Gómez Bolaños, o Chespirito, sempre teve grande admiração por Ramón Valdés e dizia que era o único que o fazia "chorar de rir" durante as gravações dos programas, que duraram aproximadamente uma década. Seu personagem na Vila do Chaves, apesar do humor simples, trazia a situação da América Latina de desemprego generalizado e dependência de subempregos. Seja como pedreiro, vendedor ambulante de objetos usados ou leiteiro, ele sobrevivia enquanto o proprietário da vila, "Seu Barriga" (Edgar Vivar), não o expulsava da casa por não pagar o aluguel. No início da carreira, atuou em pequenos filmes junto com seus irmãos, também atores, e também com papéis nos filmes de Cantinflas, famoso comediante mexicano dos anos 60.

Ramón Valdés faleceu em 9 de agosto de 1988, aos 65 anos de câncer de pulmão, ocasionado pelo fumo excessivo, que depois espalhou-se para o estômago e para a coluna vertebral, deixando saudades até os dias de hoje. Deixou um legado de mais de 100 filmes e seriados de TV em seus mais de quarenta anos de carreira.



Seu Madruga é tido na faixa dos 50 anos de idade (sua idade é provavelmente estimada entre 45 e 55 anos; uma vez que ele afirmou ter 50 em um episódio, porém, em outro, afirma que "ninguém é velho aos 40 e tantos anos" ao falar de si próprio). É um homem maduro, porém preguiçoso e um tanto desleixado com sua vida e suas responsabilidades. Vive arranjando bicos para conseguir dinheiro (chegou a ser dito que ele nunca concluiu o colégio), mesmo tendo fama de vagabundo.

Seu Madruga é visto como um homem bruto e selvagem (como dito pelo seu crítico, Professor Girafales), que perde a paciência com muita facilidade, inclusive com as crianças e especialmente com Chaves. Apesar disso, é um homem que tem muita fé na vida, que tenta manter o bom humor, apesar das más situações que o cercam. Demonstra ter um bom coração e boas intenções, que são notadas por todos ao seu redor.

Mora na casa 72 com a filha Chiquinha e deve 14 meses atrasados de aluguel ao proprietário da vila, Senhor Barriga. Vive sempre inventando desculpas para não pagar o aluguel. Às vezes, perde a paciência com as crianças e aplica cascudos em Chaves e beliscões em Quico. Neste caso, sempre que é flagrado por Dona Florinda, leva uma bofetada dela no rosto. Às vezes, ele é acusado por ela mesmo sem ter feito nada ao garoto.

Sua vizinha Dona Clotilde, conhecida como Bruxa do 71, é secretamente apaixonada por ele e, para agradá-lo, costuma lhe fazer bolos e salgadinhos Normalmente, as guloseimas são visadas e roubadas pelas crianças da vila. 

Apesar de na maioria dos episódios o Seu Madruga inventar desculpas para não pagar o aluguel, ele já pagou o aluguel em certos episódios.  


LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDA ver um comentário aí!