quinta-feira, 15 de março de 2012

SÃO PAULO goleia Independente

De Vitor Birner

São Paulo 4xo Independente-PA

O SÃO PAULO fez o dever de casa. Dominou o modesto e retrancado Independente e se classificou sem dificuldades. Luís Fabiano foi o destaque da partida.

Escalações
São Paulo – Denis; Rodrigo Caio, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Denilson e Casemiro; Lucas, Jadson e Cícero; Luís Fabiano.
Independente – Dida; Adson, Preto Barcarena e Rogério Recife; Lima, Fidélis, Silva, Totti, Gian e Thiago Floriano; Ró

Táticas e andamento
Não havia como Valter Lima armar o Independente para atacar e buscar a classificação.
Falta qualidade ao modesto elenco que custa R$120 mil mensais aos cartolas de Tucuruí.
O técnico dos paraenses tentou preparar o ferrolho.

Escalou 3 na zaga e 6 no meio-campo, quase todos bem recuados. Apenas Thiago Floriano, às vezes, ficou na meia para ser o responsável pelos contragolpes.

Ró, o único atacante, serviu para obrigar a dupla Paulo Miranda e Rhodolfo a ficar atrás ao invés de avançar também. 

O São Paulo, muito superior na parte técnica, não precisou de uma grande apresentação para tomar conta do jogo. 

Pressionou a saída de bola, os adversários tiveram que apelar para os chutões e algumas faltas duras. 

Os comandados de Leão atacaram ao longo de toda a etapa inicial. No começo, enfrentaram dificuldade para ultrapassar o bloqueio defensivo do Independente. 

O primeiro lance de perigo aconteceu aos 8 minutos. Tambem foi o único da zebra no Morumbi. Thiago Floriano, no contragolpe, obrigou Denis a fazer difícil defesa. 

Os boleiros são-paulinos, por conta do  radicalismo defensivo do oponente, não precisaram se preocupar tanto com a marcação. 

Cícero apareceu bastante na esquerda, como meia. Jadson, tal qual no segundo tempo diante da Lusa, atuou centralizado na linha de três. 

Lucas, na direita, foi o mais acionado. casemiro pôde aparecer constantemente na criação. Rodrigo Caio apoiou bastante. 

Devido a preocupação com Thiago Floriano, autor do gol mal-anulado na partida de ida e do lance de perigo nessa, Leão pediu para Cortez avançar menos.
Por isso o São Paulo usou bem mais o lado direito e a região da meia-lua da grande área para tentar os gols.

Lucas e Luís Fabiano
Diferentemente do que usualmente vemos, o time de Leão tentou várias tabelas. Errou bastante, todavia ao menos tentou fazer aquilo que se espera de quem pretende jogar futebol em bom nível. 

Lucas e Luís Fabiano se destacaram. O jovem atleta não abriu mão dos dribles, participou das trocas de passes e foi importante em ambos os gols antes do intervalo. Aos 21, driblou dois adversários e chutou com perigo. Dida evitou o 1×0.

Aos 30, de novo Lucas fez a joigada individual e arrematou em gol. No rebote, Luís Fabiano colocou o São Paulo em vantagem. Aos 32, Lucas acertou belo lançamento para o centroavante. Luís Fabiano passou por Dida e ampliou para 2×0. Aos 34, Fidelis recebeu o cartão vermelho.

Jadson e Cortez participaram de outros lances perigosos favoráveis ao São Paulo.

Ainda mais fácil para o São Paulo
O Independente voltou do intervalo com Gian mais adiantado. Ao invés de ser o responsável pela falha na saída de bola, o experiente atleta tentou dar vida ao sistema ofensivo do Galo Elétrico.

Com 10 em campo e muuuuuuuuito inferior tecnicamente, a mudança facilitou a vida do anfitrião.

O espaço para o São Paulo atacar aumentou e apareceu a chance de o time contragolpear.
Aos 2 minutos, Lucas perdeu boa oportunidade.
Aos 9, Denilson lançou e o Fabuloso e o atacante de novo balançou a rede. Aos  13, Lucas falhou no arremate quando estava em boa condição de balançar a rede. Aos 14, Jadson, de fora da área, assutou o goleiro Dida. Aos 15, o goleiro impediu o gol de Lucas.

Aos 18, Osvaldo entrou no lugar de Jadson.

Aos 20, Dida, o melhor do Independente em campo, errou o tempo de bola e Luís Fabiano, atento, aproveitou para ficar com ela e fazer o quarto dele e do time.

Leão, correto
Willian José substituiu o Fabuloso aos 22 minutos. Era o momento de poupar os principais atletas. Aos 28, Lucas saiu e Fernandinho entrou.

O São Paulo manteve a superioridade, porém sa quantidade de oportunidade diminuiu
Fernandinho foi muito fominha quando Willian José estava em ótima posição para fazer o gol.

Outro expulso
Aos 39, Preto Barcarena levou o vermelho após a falta em Fernandinho.
Mesmo com 2 a mais, os comandados de Leão não conseguiram ampliar a diferença no placar. (Blog do Birner)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDA ver um comentário aí!