sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

LOCO Abreu perde penal e Flu vai à final da Taça

Carioca: Com "ajudinha" de Loco Abreu, Flu vai à final da Taça Guanabara. Agora, o Tricolor vai enfrentar o Vasco na decisão, no próximo domingo

 

BOTAFOGO e Fluminense fizeram uma partida nervosa, brigada, pelas semifinais da Taça Guanabara, nesta quinta-feira, no Engenhão. O equilíbrio se refletiu no empate por 1 a 1 no tempo regulamentar, com gols de Elkeson e Leandro Euzébio no segundo tempo. Na decisão por pênaltis, melhor para o clube tricolor por 4 a 3, que avança para encarar o Vasco na grande final do primeiro turno do Campeonato Carioca, no próximo domingo, às 16 horas, no mesmo estádio.

A classificação se consumou quando o uruguaio Loco Abreu, ídolo alvinegro e famoso por suas cavadinhas, cobrou tradicionalmente e parou nas mãos de Diego Cavalieri, na última cobrança da disputa por pênaltis. Andrezinho, Herrera e Renato marcaram para o Botafogo - Lucas perdeu. Fred, Thiago Neves, Rafael Moura e Anderson converteram para os tricolores, com Jean falhando. 

"Muitos não acreditavam que nós chegaríamos na final. O grupo todo está de parabéns, não só eu", comentou Diego Cavalieri logo após a vitória. Questionado, o técnico Abel Braga promoveu mudança significativa na equipe titular e na relação dos reservas, mostrando que cedia a pressões de bastidores. Wellington Nem entrou no lugar de Rafael Sóbis, que sequer ficou no banco, assim como Wagner. Caros, mas pouco produtivos, os jogadores perdem espaço no grupo gradativamente. 

Dentre os alvinegros, faltavam Maicosuel, suspenso e machucado, além de Loco Abreu em boa forma. O atacante uruguaio voltava de lesão muscular na coxa. 

Gols só no segundo tempo
O Botafogo começou tomando a iniciativa do jogo, mas com isso abria espaços na retaguarda para os contra-ataques tricolores. Foi dessa forma que Fred quase abriu o marcador, aos 15 minutos, mas Jefferson evitou o gol. Quando Elkeson e Lucas subiram de produção, o time alvinegro melhorou, mas o único perigo à meta de Diego Cavalieri foi um chute rasteiro de Andrezinho, já aos 43 minutos. 

"É um duelo difícil, duro. Temos que aproveitar as chances que aparecerem. Tenho certeza que virão no segundo tempo", analisou Fred. De fato, o camisa 9 tricolor teve outra chance logo no início da segunda etapa, mas parecia que a noite não era sua. Ele subiu para cabecear livre, mas mandou à esquerda de Jefferson, que apareceu bem em nova cabeçada de Thiago Neves, pouco depois. 

Quando o Fluminense era melhor, os botafoguenses chegaram ao gol. Lucas lançou Herrera, a zaga tricolor fez linha de impedimento e errou. O argentino rolou para Elkeson, que não desperdiçou, aos 30 minutos. Erro de um lado, erro do outro. Desta vez foi a zaga alvinegra que falhou na saída do impedimento e Leandro Euzébio apareceu livre para empatar, aos 34. 

Os minutos finais foram de apreensão e as equipes evitaram se arriscar, satisfazendo-se em levar a definição da vaga para as cobranças de pênaltis.

Torneio de consoloAssim como ocorre em São Paulo, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, também tem um troféu de consolo para os times pequenos. Neste primeiro turno, chama-se Troféu Edilson Silva. Nova Iguaçu e Friburguense garantiram suas vagas na decisão, também nesta quinta-feira. À tarde, o Frizão bateu o Resende, por 1 a 0, no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita. O único gol foi anotado por Marquinhos, aos 13 do segundo tempo.

Na partida de fundo, o Nova Iguaçu bateu o Boavista, por 3 a 1, no mesmo local. Agora, os dois finalistas se enfrentarão no próximo domingo, às 13h20, no Engenhão, na partida preliminar da grande decisão da Taça Guanabara, entre Fluminense e Vasco. (Agência Estado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDA ver um comentário aí!