segunda-feira, 28 de novembro de 2011

HOMENAGEM a Dario Pereira

Dario Pereyra, um craque também da camisa 10


A SÉRIE "Craques Inesqueciveis", publicada às sextas-feiras no Blog Salgueiro FC e no portal Terceiro Tempo, chega à quarta zaga. Dario Pereyra pertenceu a uma geração de ouro do futebol uruguaio, quando este país exportava talentos e apresentava um futebol competitivo, recheado de craques. O zagueiro, que fez história no São Paulo, porém jogou também no Palmeiras - os são-paulinos insistem em dizer que o craque apenas "passou" pelo rival -, foi um dos maiores zagueiros que eu vi jogar. Em ação, além da habitual raça uruguaia, tinha qualidade para desarmar e sair para o jogo com estilo. Dario foi completo. 

Numa entrevista um dia, indagou este repórter aqui: "Você já me viu eu sair de campo com o calção sujo? Saio com a camisa suada, mas o calção, não!" O uruguaio era assim. Jogava com a cabeça erguida, na bola. De forma viril, mas com lealdade. Pura classe... 

Dario Pereyra marcou minha vida de torcedor por vários momentos de sua carreira como jogador. Porém vou revelar aqui algo que apenas os torcedores mais experientes, como o meu grande amigo e jornalista Marcelo Laguna, um são-paulino de fé, lembram-se: Dario Pereyra já foi um craque da camisa 10. Isso mesmo! O uruguaio já vestiu a camisa mais importante de um time de futebol ou pelo menos a mais valorizada, destinada sempre ao craque da equipe. Você pode perguntar: Mas um zagueiro vestindo a 10? Sim. Na época, Dario desfilava seu talento no meio-campo tricolor. 

Tenho um partida em meu arquivo pessoal de jogos históricos, em que Dario Pereyra veste a 10 tricolor. O duelo é válido pela decisão do Paulistão de 1978, contra o Santos. Um jogo inesquecível. 

A categoria de Dario Pereyra atuando no meio-campo só o ajudou a ser um zagueiro ainda mais completo. Pois, como já disse, marcava com a raça uruguaia e apresentava uma saída de bola com a exuberância de um autêntico líbero! 

Dario só não conseguiu vingar como treinador de futebol. Mantendo a sina que persegue os grandes craques da história do futebol, o uruguaio não obteve sucesso à beirada do campo, desistindo de ser técnico. 

No entanto suas atuações como meia e zagueiro, seja no São Paulo ou nos demais times da sua vitoriosa carreira, só comprovam que este sim fez história no mundo da bola. Foi um craque da camisa 4. E da camisa 10 também, acreditem.

Quem é ele?

Nome: Alfonso Dario Pereyra Bueno
Apelido: Dario Pereyra
Nascimento: 20/10/1956, em Montevidéu, no Uruguai.
Posição: Zagueiro
Jogos Disputados pelo SPFC: 402
Data de entrada no clube: 07/12/77
Data de saída: 20/10/88
Gols pelo Tricolor: 39
Títulos Conquistados no SPFC: Campeão Brasileiro de 77 e 86, campeão paulista de 80, 81, 85 e 87.
Outros Clubes na carreira: Nacional de Montevidéu, Palmeiras, Flamengo e Osaka do Japão. (blog Salgueiro FC)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDA ver um comentário aí!