sábado, 1 de outubro de 2011

PARANÁ empata com o Vitória na série B

COM O TIME modificado pelo técnico Guilherme Macuglia e as estreias do zagueiro Édson Rocha e do volante Sílvio, o Paraná empatou por 1 a 1 com o Vitória, na sexta-feira (30), na Vila Capanema. O novo tropeço diante da torcida deixou o Tricolor com 36 pontos, na décima posição, sete acima da zona do rebaixamento, e oito atrás do Americana, quarto colocado, último do G4, que ainda joga hoje no complemento da rodada.
 
"Não queríamos essa situação [empate], mas acredito que o torcedor ficou orgulhoso”, avaliou o treinador paranista, que promoveu cinco modificações em relação ao time que perdeu terça-feira para o Icasa, no interior do Ceará. 

Sem entrosamento, o sistema defensivo falhou logo primeiro lance de ataque do time baiano. Marquinhos aproveitou a bobeira e abriu o placar. Falhas de um time que na 27ª rodada ainda busca a formação ideal. 

“Mas ainda temos de buscar o acesso. Enquanto houver possibilidade, temos de acreditar. Tivemos poder de superação e conseguimos o empate, mas precisamos de uma sequência de bons resultados”, disse o atacante Borebi, autor do gol paranista nos acréscimos do primeiro tempo. 

A falta de regularidade preocupa também o goleiro Zé Carlos. Segundo ele, todos os candidatos ao acesso tiveram em algum momento da competição uma sequência de bons resultados. "Foram muitos resultados negativos dentro de casa. As outras equipes tiveram oscilação, mas saíram dela. Nós não conseguimos sair disso”, lamentou. 

O goleiro considerou a falha defensiva crucial para o empate em casa. "Não existe tomar um gol daquele, é o beabá do futebol. A gente não fez nada, ninguém marcou, ninguém fez nada”, reclamou do lance em que Neto Baiano fez o lançamento e a defesa paranista ficou estática vendo a bola chegar nos pés de Marquinhos. 
 Na próxima terça-feira o Paraná enfrenta o lanterna Duque de Caxias, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o lateral-direito Marquinho e o zagueiro Flávio Boaventura não jogam no Rio. 
(Gazeta do Povo, Curitiba, Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDA ver um comentário aí!