sábado, 1 de outubro de 2011

LUÍS Fabiano leva 320 convidados para sua estreia no São Paulo e pede para jovens entenderem a maneira dele jogar

Por Luciano Borges 

VAI SER uma estreia e tanto. O atacante Luis Fabiano convidou 320 pessoas, entre familiares, amigos, agregados e gente que tratou dele durante os quase sete meses de recuperação de duas cirurgias. Esta tuirma vai ficar alojada num lugar reservado, embaixo da arquibancada laranja. O Blog do Boleiro perguntou ao jogador quem não poderia ficar de fora e ele respondeu: “Minha mulher Juliana e minhas filhas Gabriella e Giovanna”. 

Luis diz que está evitando pensar como será o seu retorno ao futebol brasileiro, vestindo a camisa do São Paulo, com mais de 60 mil torcedores de olho no Morumbi. “Nem me passa pela cabeça como vai ser este momento aqui no túnel, quando estiver para subir as escadas. Se eu ficar pensando, minha ansiedade vai aumentar”, disse. 

Em entrevista para o canal Bandsports, Fabuloso disse estar encerrando o “pior momento de sua carreira”. Em vários momentos, o titular da seleção brasileira na Copa do Mundo da África do Sul teve que procurar apoio dos companheiros tricolores. “Os amigos me deram força. Nunca tinha passado mais do que dois meses sem jogar futebol”, falou. 

Para o retorno, ele espera uma boa atuação. “Sei que este jogo contra o Flamengo é importante. Estamos na reta final do Brasileiro e estou chegando. Espero voltar à forma ideal o mais rápido possível”, falou Luis Fabiano pouco antes da entrevista coletiva na sala de imprensa do estádio do Morumbi, palco do jogo contra o rubro-negro carioca neste domingo. 

Para ele, o jeito de dar certo como titular do São Paulo é recuperar logo o ritmo de jogo e ganhar entrosamento com o time. “Nunca joguei junto com essa molecada”, admitiu

Luis Fabiano elogia a nova safra tricolor (“o elenco é muito talentoso”), quer se entender em campo com os meninos o mais rápido possível. E espera a contrapartida: “É importante que eles entendam minha maneira de jogar. Se isto acontecer, vão aparecer jogadas muito bonitas”. 

Afinal, Fabuloso sabe que, entre os atacantes Henrique, William José, Dagoberto e Fernandinho, ele é único: “Eu acho que o time não conta com jogadores da minha característica e posso agregar minha experiência também”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDA ver um comentário aí!