segunda-feira, 10 de outubro de 2011

LÍDER com direito a Imperador e show no primeiro tempo

O CORINTHIANS aproveitou que nenhum time que estava entre os quatro primeiros venceu na rodada e tratou de golear o Atlético Goianiense.

Com menos de 10 minutos já mandara uma bola no travessão com Danilo de cabeça e abrira o placar com Leandro Castan de cabeça, em cobrança de escanteio originado pelo lance da bola no travessão.

E mesmo sem Liedson, ainda machucado, sem Ralf, na Seleção, e Emerson, suspenso, além de personagem de mais uma ocorrência policial, agora com automóveis ilegais, o Corinthians sobrou sobre o fantasma goiano.

Num Pacaembu (33.609 pagantes e mais três mil não pagantes) tomado apesar de chuva que castigou São Paulo durante todo o domingo, o Corinthians seguiu em cima do oponente, a ponto de ir para o intervalo com 3 a 0 no placar, fruto de dois golaços de Willian, aos 37, e Alex, aos 42.

Para o segundo tempo a única expectativa era sobre a estreia do Imperador Adriano, pois a rodada era a mais corintiana possível, 10 pontos ganhos, considerados os três que conquistou, os três perdidos pelo Vasco, e os quatro, dois de cada um, não ganhos pelo São Paulo e Botafogo.

Porque o Corinthians nitidamente se poupou para o jogo desta quarta-feira contra o Botafogo, outra vez no Pacaembu, depois de,  exatamente ao contrário do que aconteceu no ano passado, ganhar os seis pontos disputados com o Dragão. A Fiel pedia o Imperador e Tite parecia fazer ouvidos de mercador até que, exatamente aos 35, Adriano entrou no lugar de Alex.

E o time corintiano passou a se preocupar em chuveirar na área para ver o que dava, ou melhor, para ver se dava para ele estrear já deixando sua marca. E bem que Ramires deixou de fazer o quarto gol para dá-lo ao Imperador, mas passou curto na grande área no minuto final.

E não aconteceu nada mais digno de nota, a não ser que o Corinthians pela 18a. vez, em 28 rodadas, lidera o Brasileirão, um ponto adiante do vice-líder Vasco de Juninho Pernambucano e Dedé.

Que vive, como vivem o São Paulo de Luís Fabiano e Dagoberto, o Flamengo de Ronaldinho e…Bottinelli, o Botafogo de Loco Abreu e Jefferson, e, também, o Fluminense de Fred e Deco e o Inter de Leandro Damião e D’Alessandro.

Está tudo aberto. E emocionante.  ( Juca Kfouri)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDA ver um comentário aí!