sábado, 29 de outubro de 2011

CLÁSSICO pernambucano na Série B

Este será o confronto de número 506 entre as equipes, que começaram a se enfrentar em 1909



 O AMOR pelo futebol, mas que é separado pelo fanatismo de duas torcidas. Uma rivalidade que soma mais de cem anos. Tudo isso estará em campo neste sábado, às 16h20, quando acontece mais um “Clássico dos Clássicos. Isso mesmo. O torcedor apaixonado por Náutico e Sport estarão novamente divididos e torcendo pelo seu clube do coração, agora no Estádio dos Aflitos, pela 33.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Esse é o duelo de número seis entre eles na temporada de 2011, sendo que pode ser o tira-teima, já que são duas vitórias para cada lado além de um empate.

Este será o confronto de número 506 entre as equipes, que começaram a se enfrentar em 1909, portanto, há mais de cem anos. A vantagem é amplamente rubro-negra, pois foram 192 vitórias do Sport, 171 vitórias do Náutico, além de 139 empates. Pela Série B, os times já se enfrentaram em nove jogos, sendo vantagem também para o Leão, que venceu cinco vezes, contra duas vitórias do Náutico, além de dois empates. No primeiro turno, o Sport venceu, por 2 a 0, na Ilha do Retiro. 

O clássico também pode ser chamado de "duelo de seis pontos". O motivo é que ambos lutam pelo acesso à elite de 2012, mas o Náutico está em ligeira vantagem. O Timbu soma 53 pontos e aparece na terceira colocação, enquanto que o Sport é o sexto colocado, com 48 pontos. Em caso de vitória, o Rubro-Negro entra no G4. Apesar disso, ambos voltam a campo em busca da reabilitação. O Náutico vem de derrota diante do Vitória, por 3 a 2, em Salvador. Já o Sport vem de derrota diante do Goiás, por 1 a 0, em Recife.

Segurança total!
Como todo grande jogo, a Polícia Militar preparou um esquema especial e ao todo serão 913 policiais trabalhando para evitar confrontos entre os torcedores. Desses 913, "apenas" 250 irão trabalhar dentro dos Aflitos, enquanto os outros 663 policiais estarão nas redondezas do estádio e também nos pontos onde ocorrem os conflitos entre os torcedores: nas avenidas Agamenon Magalhães, Caxangá, Norte, Mascarenhas de Moraes e Abdias de Carvalho.

No entanto, o esquema armado pela Polícia Militar para evitar confrontos continua. Um grupo de inteligência da PM irá se "infiltrar" à paisana entre os torcedores, além também de um helicóptero da polícia.


Artilheiro confirmado!
A torcida do Náutico compareceu em bom número e não parou de cantar um minuto sequer. O clima foi de total descontração, diferente do que aconteceu na última quinta-feira, quando o auxiliar-técnico Kuki discutiu com alguns torcedores por não ter gostado da provocação ao rival Sport - uma cabeça de boi com a camisa da Torcida Jovem, principal organizada do Leão, foi colocada nas arquibancadas.

Em relação ao time, o técnico Waldemar Lemos deve realizar algumas mudanças nos 11 titulares. O zagueiro Ronaldo Alves, que fraturou o nariz após uma cotovelada do atacante Neto Baiano, do Vitória, era dúvida durante toda a semana e acabou sendo vetado pelo departamento médico. Assim, Diego Bispo formará dupla com Marlon.

No gol, o titular Gideão retorna na vaga de Gledson, que vem sendo bastante criticado pelos torcedores. Na lateral-esquerda, Aírton volta e Lenon fica apenas como opção no banco de reservas. O capitão Derley cumpriu suspensão automática e também figura nos 11 titulares, assim como Elicarlos. No ataque, Rogério, que entrou no decorrer da partida contra o Vitória e marcou dois gols, deve formar dupla com Kieza.

"É mais uma partida muito importante, realmente, porque encaramos como mais uma decisão. Em nenhum jogo nesta competição nós entramos em campo com outro pensamento. Vamos encarar um adversário difícil e precisamos entrar concentrados", destacou Waldemar Lemos.

PC Gusmão, treinador do Sport
Sai pra lá, crise!
O Sport precisa vencer o Clássico dos Clássicos e evitar que a crise seja instalada de vez. Por isso, vale tudo e o técnico PC Gusmão aposta no mistério. Após o treinamento desta sexta-feira, PC Gusmão afirmou que clássico é diferente e qualquer estratégia é válida. Apesar de não ter realizado nenhum trabalho fechado para a imprensa, o treinador disse que não irá revelar os 11 titulares com antecedência, mas deve promover pelo menos uma mudança.

"Clássico é diferente e toda estratégia do mundo é válida. Não fechei treino, porque respeito o direito de vocês trabalharem. Mas não vou falar sobre time. Tenho ainda alguns problemas para resolver", despistou o treinador.

O atacante Bruno Mineiro, que chegou a ser poupado de alguns treinamentos, trabalhou normalmente nesta sexta-feira e está liberado pelo departamento médico, mas sua presença ainda não foi confirmada. No entanto, a lateral-direita deve sofrer mudança. O titular Thiaguinho deixou o treinamento mais cedo e não seguiu com a delegação para a concentração. Assim, é esperado que ele seja barrado e dê lugar para Moacir. O experiente Marcelinho Paraíba retorna após cumprir suspensão automática. (Agência Futebol Interior)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDA ver um comentário aí!