terça-feira, 4 de outubro de 2011

A ANÁLISE de Atlético CG 2, Botafogo 0


Lédio Carmona

INAPELÁVEL. Ninguém reclamou, contestou nem pôs desculpa alguma sobre a mesa. O Atlético Goianiense foi infinitamente melhor do que o Botafogo. E venceu com absoluta justiça. Em 10 minutos, Felipe já marcara duas vezes. Jogadas construídas pelo bom Rafael Cruz, nas costas de Cortês, que resolveu ser apoiador, deixou o setor esquerdo desguarnecido e fez a festa do bom time goiano. Por sinal, primeiro tempo perfeito do Dragão. No segundo, o Botafogo melhorou um pouco, mas nada capaz de reverter o resultado ou, pelo menos, diminuir o placar.

Ninguém jogou bem pelos alvinegros. Nem Renato. Entre os rubro-negros, quase todos estiveram acima da média, com destaque para Rafael Cruz, Bida e Felipe. Vitória emblemática do time mais arrumado nesse momento no Brasileirão. E os três pontos vieram com seis desfalques. Mais de meio time. Nada surpreendente para um dragão que, nas últimas 12 partidas, venceu 7, empatou 4 e só perdeu 1 (2 x 3 Fluminense).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MANDA ver um comentário aí!